segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Emanuel Damasceno, CCIE #40965

Conheci o Emanuel durante a minha jornada do CCIE. Trocamos muitos e-mails, ligações no Skype, GTalk, Facebook, e sem dúvida ele me ajudou muito na minha conquista. O Emanuel é o exemplo de garra, perseverança, do brasileiro que não desiste nunca, que não abaixa a cabeça diante de um resultado negativo da Cisco. Pelo contrário, se empenhava cada vez mais na conquista desse objetivo. Fiquei muito feliz no sábado quando eu vi o post dele no Facebook comemorando a certificação! Parabéns Emanuel, e bem-vindo de volta à vida! hahaha

################################################################################

Cara, eu não vou iniciar desde a primeira tentativa, pois todo mundo vai ficar cansado de ler. A minha última falha foi em Agosto, no dia 6. Fui com o meu amigo Victor Cavalcante (que continua na pegada do IE Voice), apesar de ter tocado em todos os tópicos do exame, não consegui passar. Eu já saí da Cisco sabendo que não tinha passado.
Então, fui mandado embora do emprego. Resolvi pegar a rescisão e o FGTS e focar 100% no CCIE. Recusei algumas propostas de emprego, pois sabia que não era a hora, e passei a estudar em um ritmo bacana, onde eu me condicionei a trabalhar 8 horas por dia, em dois intervalos de 4 horas. Isto foi essencial... No começo eu não conseguia terminar os simulados, mas chegando mais próximo ao exame eu estava conseguindo terminar os simulados da em 4, 5, e até 5 horas e meia.
Viajei... Cheguei muito baqueado. O fuso de 5 horas para frente é pesado. Reservei o primeiro dia para descansar e me acostumar com o fuso. No segundo dia, já fiz uma sessão via teamviewer no meu lab de casa. Não deu pra cronometrar legal, pois o lag era imenso. No terceiro dia (um dia antes do exame), comecei a estudar, mas comecei a pensar... Para que estudar agora? Se eu não estou preparado, não é agora que irei conseguir me preparar.... Fiquei jogando videogame a tarde inteira. Fui para o centro de Bruxelas, passeei um pouco. Voltei para o hotel cansado, e fui direto dormir.
Acordei as 4 da manhã. Ainda com jetlag da viagem. Apesar de ter passado dois dias, ainda não tinha me acostumado com o fuso. Tomei banho, tomei café, e fiquei aguardando a hora de ir para a Cisco jogando videogame (estava com o meu guerreiro PSP). Chegada a hora, fui caminhando até a Cisco. No caminho, vi um rapaz indo para a Cisco também, e mal sabia eu que era outro Brasileiro. Quando entramos, geralmente nos apresentamos para os outros candidatos, e foi quando o Henrique falou "Sou do Rio de Janeiro!", rachei o bico junto com ele. O Henrique estava em sua primeira tentativa, e eu já na quinta...
Fomos chamados então para o moedor. Estava completamente confortável! Sentei no meu pod, esperei o Proctor dar início, e começamos. Comecei a mentalizar que estava em casa, praticando para o lab para que eu não ficasse aperriado e mudasse de estratégia no começo do exame. Acreditem, o nervosismo faz com que você mude seus planos. Fui configurando tudo utilizando o método "Device Based Approach", onde configuramos um dispositivo por vez, na sua totalidade. Depois de configurar os três roteadores e o switch, olhei para o relógio e vi que só tinha passado 1 hora e 10 minutos. Fiquei feliz, mas me contive. Comecei a configurar o CUCM, e fui. Chegando no registro dos telefones, houve um problema com dois telefones que não se registravam. Ao invés de ficar nervoso, diagnostiquei rápido o problema, mas como não resolvi rápido, não deixei aquilo me quebrar. Utilizei um paleativo e coloquei no meu papel "CHECK PROBLEM XXXXX". Continuei na luta, com todos os telefones registrados (dois no modo em que não estava sendo pedido no exame, ou seja, perdendo pontos). Não me abalei, pois iria olhar aquilo no final. Fiz o Unity e o mesmo foi tranquilo, redondo. Sem nenhum problema. Passei então para o Presence e quando terminei de configurá-lo, o proctor nos chamara para almoçar. Neste momento, eu não me contive e estava sorrindo com o vento, com o papel que caia no chão, ou seja, com tudo.
No caminho para o almoço, o Proctor deixa claro que só podemos conversar em Inglês, e nada sobre o exame. Mas é claro que não fere em nada perguntar uns aos outros como estamos indo. Perguntei a alguns candidatos como eles estavam, e a maioria respondia que não estava bem, e só um de Routing e Switching estava tão alegre como eu estava. O Henrique estava preocupado, mas manteve a postura guerreira. Éramos os únicos Brasileiros fazendo prova de Voz! :)
Voltamos do almoço, testei o Presence, e tudo funcionou divinamente. Sem problemas! Passei pro UCCX, e esse também não demorou muito. Ao terminar o UCCX, testei e tudo também estava redondo. Nesta hora, olhei para o relógio, olhei para o quadro onde estava nosso horário de término do exame. Eu estava com 2 horas e 45 minutos. Fiquei muito feliz, mas mantive a postura de guerreiro. Neste momento falei para mim mesmo "Você ainda não conseguiu! Bora revisar, negão!" Comecei a revisão, e vi que ainda tinham umas coisinhas que deixei para trás. Acho que é isso que faz com que percamos todos os pontos e falhemos. Fui  checando erros nas minhas show runs, mas nada muito grave. Depois da primeira checagem, ainda tinha uma 1 hora e 40 minutos. Não hesitei, e chequei TUDO novamente. Da primeira até a última questão, sem preguiça. Terminado a segunda checagem, ainda faltavam 50 minutos para o término do exame. Chequei tudo novamente! No fim da terceira checagem, ainda faltavam 15 minutos. Salvei tudo! Chamei o Proctor e falei "Você quer as questões assim e assado? Pois da última vez que estive aqui vocês me zeraram!" O Proctor respondeu como ele queria o output de certas questões, e eu fiz a questão ficar em conformidade com o que ele queria.
Quando o proctor deixou o meu pod, eu não contive mais a alegria. Mesmo sem o resultado, eu já sabia que tinha conseguido. Nesta hora, um candidato de CCIE Routing e Switching olhou para mim e eu estava sorrindo com o monitor. Então ele levantou sua mão e me mandou um "legal"! Respondi com um sorriso imenso!
Na saída, todo mundo pergunta como foi. Falei: "Se eu não for aprovado dessa vez, eu não sei o que a Cisco quer..." Mas o sentimento era de ter passado, de missão cumprida, mesmo sem ter o resultado. Ao sair da Cisco, começaram as "nóias", do tipo:  "Meu Deus, será que fiz tudo certo", "Putz, esqueci de checar aquilo, será?". Foi então que pensei, Putz, se eu ficar pensando nisso, vou ficar doido! Saímos então da Cisco, e com um novo amigo ao lado, Henrique, fomos jantar no centro de Bruxelas, junto com um outro amigo que havia conhecido (Rafael, que não trabalha na área)!
No outro dia, dia de voltar para casa, resolvi ligar para minha mãe. Liguei, falei que sentia que tinha passado, mas não havia recebido o resultado ainda. Apenas pedi sua bênção pois estava indo para o aeroporto para voltar para o Brasil. Como eu havia comprado um chip 3G lá, fiquei ligado na internet. Foi quando meu telefone avisou que tinha um e-mail. Pensei "Putz, bem que poderia ser o e-mail com o resultado". Quando abri a caixa de correio estava lá "Congratulations on becoming Cisco CCIE certified...". Minhas pernas cambalearam e eu tive que sentar... Liguei imediatamente para minha mãe e soltei um grito, PASSEI! A euforia era muito grande... Minha mãe pediu para eu me controlar.... kkkkkkk foi muito engraçado! Liguei também para minha esposa logo em seguida! Acordei todo mundo! Depois veio o sentimento de dever cumprido!!!
Depois de uma longa viagem de volta ao Brasil, cheguei hoje em SP (dia 20/10). Zoado de jetlag, sono, e fome, minha esposa foi me buscar, e ela me perguntou se eu queria dormir. Falei: "Não, vamos buscar a Zoey (nossa cachorrinha), e vamos para o Parque Villa Lobos!" A vida havia voltado ao normal!

É isso aí!! Agora eu posso jogar videogame sem remorso!!!!!!!!!!!!!!! :D

Emanuel Damasceno

################################################################################

8 comentários:

  1. Mostro raça, pela sua perseverança mais que merecido seu CCIE Voice :D

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!! Tirei o meu CCNA R&S recentemente e pretendo seguir a carreira de voz... muito inspirador este relato :D

    ResponderExcluir
  3. Parabens Emanuel. A vida é assim feita de escolhas e muitas vezes temos que deixar um tempo de lado as pessoas que amamos (principalmente a familia) e estao ao nosso redor para la na frente dar uma vida melhor para eles. Parabens por esta conquista

    ResponderExcluir